terça-feira, 17 de março de 2009

O quarto

Mamãe Paixão e eu conversamos algumas vezes sobre como será o quarto do bebê.

O sobrado em que moramos tem dois quartos, um voltado para a rua e o outro, onde dormimos, nos fundos. Em princípio a herdeira ficará no quarto da frente.

Uma das idéias é pintar as paredes com tinta especial. Mamãe Paixão é uma artista (e eu um ogro racionalista, haha) e quer desenvolver na criança a liberdade de criação. Quer vê-la sonhar, quer vê-la imaginar mundos e histórias fantásticas, aproveitar a infância para ir longe e ultrapassar a barreira do "certinho" que nós adultos nos impomos e muitas vezes impomos também às nossas crianças. Mamãe Paixão está certa.

A tinta possibilitará então que o quarto seja rabiscado, desenhado, colorido à vontade, sem a preocupação de ficar feio ou sujo. A imaginação será o limite.

Também falamos sobre o berço. Vimos um modelo que se transforma em cama e escrivaninha quando a criança cresce (pois é, tipo Transformers mesmo). Em princípio eu gosto da idéia, desde que seja equipado com todos os ítens de segurança necessários e tenha o selo dos institutos de qualidade requeridos.

Quero encher o quarto de livros. Já falamos sobre isso aqui. O bebê terá também à sua disposição brinquedos e quaisquer materiais que sejam importantes no seu desenvolvimento. Nessa semana receberemos um novo guarda-roupas que vai ficar no quarto dele.

Purificador de ar? Protetor contra insetos? Não sei, não sei. Tenho a tendência a achar que esses equipamentos fazem mais mal às pessoas do que bem. Tornam-a mais frágeis, mais dependentes da química para se protegerem. Mas sobre isso não falamos em casa ainda, talvez nem seja tão importante assim.

E o que mais falta no quarto?

Ah, a bandeira do Tricolor hexacampeão brasileiro.... posso Mamãe?

6 comentários:

  1. Uma dica: espaço pra ter trocador de fralda. pode ser em cima da cômoda (é o que fizemos). tem uma altura boa pra nós trocarmos o bebê. (e farás muito isso. muuuuuito!)

    outra: peça certificação de madeira de floresta certificada tanto para o berço quanto para a comoda!

    :)

    ResponderExcluir
  2. JP, eu vi uma coleção/amostra/sei-lá-quê sobre literatura infantil no Itaú Cultural. Talvez seja interessante para o futuro. E não esqueça dos clássicos: pequeno príncipe, menino do dedo verde. E recomendo aquele do Leminski, como é mesmo?... Guerra dentro da gente. Na verdade, nunca li este. Mas, pô, é do Leminski, né

    ResponderExcluir
  3. ya leíste "Cuatro argumentos para eliminar la televisión" de Jerry Mander?

    felicitaciones por ni pensar en colocar un aparato de TV en el cuarto del bebé.

    ResponderExcluir
  4. Valeus pelas dicas, Estraviz, Leandro e Consuelo!!

    TV não pensei em ter no quarto do bebê mesmo, não consigo sequer pensar na possibilidade.

    Espaço para um trocador tem sobrando, o quarto é enorme para uma criança só (quero ver quando nascerem os outros, hehe). A certificação... eu sou totalmente a favor!

    Gostei das dicas literárias, Leandro. Já leu Os Meninos da Rua Paulo?? É maravilhoso!!

    Abraços a todos,


    jP

    ResponderExcluir
  5. Falta uma comoda que serve tb de trocador (é próprias pra isto) a poltrona de amamentação, pois elas tem o formato certo pra dar uma boa postura pra mãe amamentar. Poisseráo que mais faremos nos primeiro ano, amamentar.
    Nós já planejamos todo o quarto, e até já compramos o enxoval. É tão gostos esta parte.

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Legal Marisol! Me disseram isso também, vou ver nesse fds se estudo a questão do trocador, pois não tenho ainda nem idéia de como é e nem quanto custa! Valeu! Beijão

    ResponderExcluir