quarta-feira, 20 de maio de 2009

Bom pra cachorro!

Até o dia 25 deste mês de maio estou promovendo no blog uma pesquisa para saber a opinião dos amigos visitantes com relação a se ter um cachorro em casa ao mesmo tempo que um bebê recém-nascido.

Não me lembro de ter lido nada ainda sobre o assunto, se interfere positiva ou negativamente no desenvolvimento da criança, mas sou da opinião que bichos de estimação tornam o ambiente da casa mais agradável e saudável para todos, independente da idade.

Por muitos anos, quando morando com meus pais e irmãos, não tivemos bicho algum. Quando eu já tinha 14 é que ganhamos um cachorro vira-latas, o Doug, desejo da minha irmã mais nova, que no fim das contas nunca deu muita bola para ele.

Já com Mamãe Paixão foi sempre diferente. Nos quase dois anos em que estamos juntos ouvi muitas histórias de seus antigos cachorros, gatos, coelhos, porcos, etc. e até conheci a Camila, uma cachorra que dormia aos seus pés e cuidava dos gatinhos da casa, tudo em perfeita harmonia.

Agora que estamos sob o mesmo teto temos pensando em ter também um cãozinho. Um desses vira-latas, que se encontra na rua e que ninguém quer. São os nossos preferidos, os que mais precisam de carinho e atenção, para os quais podemos fazer maior diferença.

Aliás, um cachorro para os dois não. Para os três. Eu, Mamãe Paixão e Maria Alice. Ficaria feliz de ver minha filha crescendo e tendo um companheirozinho ao lado. Vê-los amigos a brincar, a se destrair, a se divertir.

Seria o quarto membro da família, querido como como tal, mas sem os exageros modernos que inventaram para os animais de estimação atuais.

Ainda estamos pensando, ouvindo opiniões e fazendo a pesquisa. Em julho, nas férias escolares, a decisão.

6 comentários:

  1. Que bom que vc está só enxergando o lado positivo e romântico ! Parabéns.
    Então adota um cachorro careca que não largue muito pelo aderente aos móveis, paredes, tapetes, meleca da criança, etc. Se prepara para levar ele no parquinho mais próximo adubar as plantas TODO SANTO DÍA, mesmo que vc esteja cansado ou gripado e faça frio ou chuva.... e para chorar após 12 ou 15 anos de carinho, amor, alegrias e ele for embora.... mesmo assim, ainda de luto pela minha Au-au, vale a pena!

    ResponderExcluir
  2. minha ex-chefe trabalha numa ong de adoçâo de bichos, se quiser posso passar o contato dela pra vcs!!!

    mas acho bicho MUITO legal... sou traumatizada por sempre morar em apeeeertamento e não pude ter animaizinhos de verdade...aproveite que vcs moram em casa é muito mais justo com o bichinho!

    ResponderExcluir
  3. Vc sabe que nós temos um cachorrinho, achado na rua, que é como um membro da família, e dorme com a gente na cama. E nós o amamos incondicionalmente.
    Eu sempre falo pra quem quer ter um animal : Eles são uma vida, não são brinquedo não, merecem respeito e cuidados.
    Precisam estar sempre indo em veterinário, comendo uma boa ração, os produtos para cães, mesmo os básicos, são super caros.
    E a criança só começa a ter a responsábilidade de cuidar depois dos 7 anos !!!
    Antes disto tudo sobra pra nós: banho semanal, passeios diários e etc.
    E não pegue antes do bebe nascer, pois vc terá que adapta-lo ao bebe, pode pintar ciúmes e etc, sem contar que nos primeiros meses terão que tomar alguns cuidados na aproximação, melhor pegar depois dos primeiros meses.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Marisol, não tinha pensado por esse ângulo do ciúmes.. conversei com a Mara e ela falou que tem sentido sim, o importante é justamente evitar mimar muito o cachorro para que ele não sinta a diferença. Se tivermos um antes do nascimento, vamos tomar esse cuidado. Beijão

    ResponderExcluir
  5. Quero o contato sim, Jackie! beijão

    ResponderExcluir
  6. jP, como mãe recente, minha sugestão é esperar um pouco. Os primeiros meses são muito confusos para a mãe. Muitas atividades novas, fase de adaptação e noites sem dormir. Além disso, ainda ter que cuidar de um cachorro! Espere a Maria Alice ter um aninho, ou as coisas ficarem mais calmas antes de "arranjar sarna para se coçar". Beijos

    ResponderExcluir