segunda-feira, 25 de maio de 2009

Teoria do Caos

Voltamos.

É importante dar uma quebra na rotina de vez em quando, sair para passear e se afastar das questões cotidianas. Revigora o corpo, alegra o espírito.

Fazia meses que Mamãe Paixão e eu só ficávamos em São Paulo nos finais de semana. Era hora de viajar, mas não imaginávamos que teríamos tantos problemas...

Pra começar, a CVC marcou o vôo para Congonhas e ele saía de Guarulhos. Nunca tinha comprado pacote com agência turística antes, só o fiz porque as condições eram muito boas e o preço ótimo. Deu no que deu. Perdemos o vôo em Congonhas e lá fomos nós para o outro aeroporto paulistano (que por sinal, é guarulhense) pegar o vôo da meia-noite. Quero só ver se a empresa vai mesmo nos reembolsar o jantar e o táxi depois pro hotel, já que também perdemos o traslado previsto em nossa chegada em Fortaleza.

Sexta. Sábado. Tempo nublado. Chuva. Já prevista por mim, é bem verdade, mas se nem tudo são flores, a oportunidade se faz nas adversidades. Mas isso eu conto amanhã.

O sol abriu domingo e fomos para a água. Duas horas apenas e fiquei vermelho. Mamãe Paixão ama a praia e se pudesse tinha ficado lá o dia todo. Não podia, o aeroporto nos queria. Mais confusão pela frente.

O futuro papai superzoloso aqui percebeu que entre nossa conexão em Salvador e o voo para São Paulo tinha apenas 30 minutos. Fiquei com medo de não dar tempo e a atendente no aeroporto nos marcou para as passagens para 1 hora mais tarde em Salvador. Nossa descoberta ao chegar na capital baiana? O avião que ia para São Paulo era o mesmo que tinha vindo de Fortaleza, ele só mudava o número do voo, mas na prática funcionava apenas como uma escala. Saímos do avião, fizemos papel de bobos, atrasamos duas horas para chegar em Guarulhos e só entramos em casa passada a meia-noite do domingo pra segunda. Será que a atendente da TAM não sabia que era o mesmo avião que fazia as duas rotas? Será que não tem esse mesmo trajeto e voos todos os domingos, no mesmo horário, como é padrão?

Aaaahhhh!

Bem, amanhã a parte boa do relato!

Nenhum comentário:

Postar um comentário