terça-feira, 28 de julho de 2009

Mosquiteiro

Terminou há alguns dias uma pesquisa de opinião neste blog sobre a utilização do mosquiteiro no berço, se seria importante ou não para a bebê.

A maioria dos manifestantes apresentou posição pró-mosquiteiro. Soy contra.

Sou contra por dois motivos específicos: 1) não há mosquitos em casa (isso ninguém tinha como saber mesmo) e 2) acho bacana o bebê desenvolver desde cedo alguma resistência física às picadas.

Maria Alice, saibam vocês, não será uma menina super-protegida pelos seus pais. Queremos mais é que ela saia por aí, aprenda a correr, a se virar, a se desenvolver sem um zelo excessivo da nossa parte.

Nascendo saudável, e assim Deus o quererá, não precisará de remédios, de purificadores de ar, de restrições alimentares, de dietas macrobióticas, etc. Vai ralar o joelho mesmo, e aprender que se a gente coloca a mão no fogo ela queima. Ação e reação.

Por isso a questão do mosquiteiro. Toda essa volta só pra falar do mosquiteiro. Do meu ponto de vista, uma picadinha ou outra, não fará mal. Eu mesmo, em casa, não vejo pernilongos há meses. Acho que Maria Alice vai se virar bem com eles, pode apostar!

4 comentários:

  1. mas e se ela for alérgica a insetos?

    ResponderExcluir
  2. é isso ai amigão !! PARABENS !! concordo...gostei.

    consuelo

    ResponderExcluir
  3. jP, aqui tb não usamos mosquiteiro porque quase nunca tem mosquitos. Ganhamos um que usamos para viagens a lugares que possam ter em grande quantidade. O bebê não precisa aparecer sassaricado de picada tb, né? Beijos e boa sorte. Falta pouco!!!

    ResponderExcluir
  4. Jackie, se ela for alérgica a gente descobre na primeira picada.. e aí põe o mosquiteiro, não tem jeito mesmo...

    Valeu Consuelo!

    É isso aí, Gê, se formos ter é para lugares onde têm mosquitos, em casa tá tranquilo, ainda bem.

    Beijão pra todas!

    ResponderExcluir