quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Imbecil

Quem foi que disse que o pai deveria ter direito a apenas cinco dias de licença-paternidade?

Minha nossa, como estou sofrendo com tudo isso! Já não pude tirar minhas férias junto com o nascimento da Maria Alice, agora passou mais de um mês e continuo com capacidade de ajudar deficiente até hoje.

É a terceira noite seguida dormindo as duas da manhã, e não há como eu me concentrar no trabalho com Maria Alice chorando. Eu me concentro nela. E ela a chorar...

No último post falei de mudarmos o ritmo da bebê, para que seja acordar para mamar e não o contrário, mame para dormir. E como é que eu conseguiria sequer fazer isso, se não estou em casa para ajudar Mamãe Paixão?

Não sou nada como pai, apenas o cara que dá uma força no fim da noite e nos finais de semana, e ainda assim olhe lá. Eu queria mais tempo para a família, e hoje estou um pouco nervoso por causa disso.

2 comentários:

  1. Calma Jota! Um dia a gente chega lá!

    ResponderExcluir
  2. Vc é lindo Jão! Tenha calma! Alice e a Mamãe com ceretza sabem da pessoa maravilhosa q vc é! que vcs serjam muito felizes!!!

    ResponderExcluir