quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Bebês - Manual de Instrução

A Revista Veja publicou nesta semana uma matéria de capa interessantíssima sobre a nova visão da pediatria mundial em relação ao cuidado com os bebes e crianças pequenas.

Como o artigo na web está disponível apenas para assinantes, vou resumir rapidamente os pontos mais importantes que observei da reportagem, que foi baseada na publicação, pela Editora Manole, do livro Filhos, da Gravidez aos 2 Anos de Idade, um catatau de 376 páginas que esmiuça a vida dos bebês e atualiza antigos preceitos existentes (e eu não comprei ainda, mas vou procurar nas livrarias).

Alguns comentários da Veja (artigo de autoria de Adriana Dias Lopes), com base no livro citado:

  • Fralda: não é necessário abandonar de uma vez aos 2 anos de idade da criança (tá, eu nem parei pra pensar no assunto ainda, deixa passar um tempo)
  • Higiene Bucal: importante fazer desde cedo com uma gaze molhada com água filtrada ou um dedal de silicone na gentiva do bebê (e quem tem coragem pra enfiar algo na boca de um bebê?)
  • Peso: evitar o excesso de gordura corporal (Maria Alice tá tão gordinha, rsrsrs)
  • Cólicas: só pode ser amenizada, não eliminada. Recomenda-se massagens abdominais e compressas de água quente
  • Posição para dormir: para cima. (Maria Alice dorme de lado, não deu jeito pra nós)
  • Amamentação: até seis meses, só leite materno. E sempre que o bebê quiser, sem tentar impor um ritmo para ele (ainda não me convenci disso não...)
  • Leite: nunca de vaca antes de um ano de vida
  • Choro: jamais desconsiderar, tentar entender o motivo.
  • Chupeta: de livre uso até dois anos de idade. Após isso não permitir.
São apenas algumas sugestões, é claro, mas que atualizam e consolidam muitas das informações que a gente lê na net, ouve dos amigos, recebe dos pediatras, etc. Como sempre, cada bebê é um bebê diferente, com ações e reações distintas, mas no geral dá para tentar traçar um padrão comum entre eles e lidar com todos tranquilamente.

Maria Alice, por exemplo, quase completando dois meses de vida, já encontrou o ritmo dela, agora parece que de forma definitiva. Dá muito trabalho de dia, mas dorme tranquilamente às noites. Mama menos, sorri mais, faz gracejos. E assim vão todos os bebês...

Nenhum comentário:

Postar um comentário