quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Resoluções de Ano Novo




O ano de 2009 foi sem dúvida transformador para duas famílias: os Paixão e os Vergueiro.

Com a chegada da Maria Alice nossa vida mudou completamente, e mudou para melhor. Se antes nos movíamos por viagens, diversão e prazeres, hoje vivemos apenas para nossa filha. Somos 100% dominados por ela e por sua presença, e adoramos isso!

Em 2010, Maria Alice começará a andar. Antes, vai engatinhar e sujar muito seus dentinhos com produtos inapropriados que ela agarra a todos os instantes. Vai comunicar-se conosco cada vez mais, sorrir, gritar e chorar. Talvez entre em um berçário, talvez não, ainda não definimos isso. Mas vai continuar dando trabalho, o que é cansativo às vezes, mas recompensador sempre.

Esse blog continuará até a pequena completar 1 ano de vida. São quase 170 textos em pouco mais de 10 meses de atividade e até lá serão mais ainda.

Maria Alice não terá festa no seu primeiro aniversário. Mamãe Paixão e eu concordamos já há um bom tempo que ela não aproveitaria a festa - não vai entender ainda o que estará acontecendo à sua volta - então vou comemorar de outra forma: publicarei um livro.

Ainda sem título, a publicação vai reunir os textos mais interessantes e importantes que escrevi no período todo, bem como fotos cobrindo da gestação até o primeiro aniversário da Vergueirinha.

A tecnologia e os custos já permitem hoje em dia livros assim, mesmo que eu decida imprimir apenas um exemplar (o que não acontecerá, pois sei que vou querer rodar vários), e o documento impresso será um registro que Maria Alice poderá guardar para sempre e ter à disposição quando quando quiser.

Um livro é sempre o melhor presente que alguem pode receber. E é isso que farei para o próximo ano

Feliz Ano Novo a todos! Feliz Ano Novo Maria Alice!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Na ausência dos Teletubbies



Sim, me rendi. Não deu jeito, tive que ceder. Agora sou oficialmente um telespectador do Backyardigans!

Recentemente reunido com os amigos Marcelo Estraviz e Márcio Zeppelini, descobri que a filha do Márcio, quinze dias mais nova que Maria Alice, fica boa parte da manhã vidrada na TV assistindo Backyardigans. E quietinha, quietinha.

Fizemos o teste em casa, descobri quando o desenho estava passando no Discovery Kids e coloquei para ela ver. Resultado? Meia-hora de sossego!

Me animei, comprei um DVD desses bichinhos animados de quintal, e tentei repetir a dose. Infelizmente ela já tinha se ligado que tem muita coisa ruim na televisão e não deu mais bola. Que tristeza!

Para piorar eu ainda colocava em inglês, já que a Maria Alice não entende nenhum idioma mesmo, e quero desde já acostumá-la com outra língua além do português (infelizmente estou sem vídeos em tupi ou latim), mas mesmo assim não deu certo.

Voltamos, então, às mamadas e outras distrações para deixá-la quieta e sossegada. Ah, que saudades dos Teletubbies!

*   *   *

Na foto acima, Maria Alice dava uma conferida na colega Yasmin, que parece gritar. A realidade, no entanto, é outra, e quem geralmente dá escândalo e trabalho é a Maria Alice mesmo.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Minha Sereia




Dentro da rotina estabelecida para a Vergueirinha, todos os dias por volta das nove horas da noite ela toma o banho que antecede a última mamada da noite.

Ah, e Maria Alice é louca por um banho!

Puxou a Mamãe Paixão, que adora ficar debaixo do chuveiro, e provavelmente puxou também a todas as mulheres do mundo, muito mais higiênicas e limpas que nós homens. Se bobear, por exemplo, o banho da Maria Alice dura mais tempo que o meu.

Já a pequena se alegra toda, mexe as pernas, fica de pé, sentada, deitada, mexe os braços, faz careta, usa sabonete e shampoo da Natura (também mais chic q eu), enfim, as únicas coisas que ela não faz quando está tomando banho é reclamar e chorar.

Mas só enquanto está tomando banho... porque depois que ele acaba, sai de baixo, é um chororô só!

Isso mesmo, é só acabar o banho e colocá-la enrolada na sua toalhinha rosa e esperar que em alguns minutos ela começa a chorar, não tem erro. Não lembro direito quando foi que isso teve início, mas agora já nos acostumamos e sempre deixamos tudo pronto para vesti-la rapidamente após o banho, passando primeiro uma pomada anti-assadura, fralda e em seguida pijaminha.

Eu realmente nunca vi alguém chorar depois do banho acabar. No meu caso, quando era criança, eu chorava era para não tomá-los, haha.

Bom banho, filhota!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal



Se o Natal representa o nascimento de Cristo, época de contemplação e renovação das esperanças em um mundo de paz, justiça e liberdade, para nós a data este ano refletiu a chegada da Maria Alice.

- Maria Alice que veio para fazer de nós dois pais pela primeira vez;
- Maria Alice que veio para nos dar sentido à vida;
- Maria Alice que veio para mudar nossa vida.

Sem ela hoje já não somos mais nada. Vivemos para adorá-la, para satisfazer suas vontades, para atender aos seus pedidos. É na Maria Alice que investimos nosso tempo, nosso esforço e dinheiro. Nosso futuro não existe sem ela.

No Natal, tudo isso se reforça. Ontem estávamos com a família, fizemos a ceia, contamos histórias e dividimos alguns presentes. Maria Alice foi paparicada,deu um pouco de trabalho para dormir, mas enfim cedeu e Mamãe Paixão voltou com ela nos braços, algo que se repetirá muitas vezes a partir de agora.

Vivemos o Natal em casa todos os dias.

Na nossa pequena temos representado o milagre divino, pois a geramos e fazemos dela nossa imagem. E a amamos como nunca amamos ninguém em vida, é um amor que não encontra barreiras e que supera qualquer sentimento conhecido até então. É o amor de pai.

Feliz primeiro Natal, Maria Alice. Feliz Natal a todos. Que a vida seja sempre um valor absoluto e que a amemos incondicionalmente, como amamos nossa filha em casa.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Rotineiras


Maria Alice completou quatro meses de vida na última sexta-feira, dia 18.

Aquele prazo "mágico" de 3 meses não se concretizou e nossa filhota continua dando tanto trabalho hoje como já dava semanas atrás.

O que mudou nesses dias, no entanto, é que estou aproveitando as festas de final de ano e ficando mais em casa, o que me permitirá ter três semanas de folga para ficar bem juntinho da família e ajudar a Mamãe Paixão nas atividades do dia-a-dia.

Já tendo passado 120 dias agora, Maria Alice pelo menos desenvolveu uma rotina diária mais ou menos padrão que nos permite organizar melhor o nosso tempo e o dela.

Filhota, é essa sua rotina atual:

1 - Acorda por volta de 08:30 horas, toma os remédios e mama pela primeira vez no dia;
2 - Fica na cama com a Mamãe Paixão até por volta do meio-dia, mamando sempre que necessário;
3 - Desce para a sala. Começa a operação Sossega a Alice.
4 - Chora, grita, faz careta, sorri, graceja, enfim, vai até as nove da noite acordada e dando trabalho para os seus pais.
5 - Toma um banho gostoso. Maria Alice adora a água!
6 - Mama pela última vez no dia, até dormir no peito da mamãe;
7 - Vai para o berço por volta das dez horas e fica lá até a próxima manhã... (ou até chorar no meio da madrugada, o que acontece de vez em quando).

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Fichada


Pobre Maria Alice!

Já havia por nós sido inserida no maléfico sistema bancário capitalista mundial quando abrimos sua conta poupança, agora também foi fichada pela polícia civil do Sr. Burns e passou a fazer parte, oficialmente, do banco de dados da sociedade judaico-cristã-ocidental, aquela que conduz o mundo ao abismo do obscurantismo e da tirania.

Maria Alice tem agora sua Carteira de Identidade. Que rostinho redondo mais fofinho!

Tivemos que emitir o RG da Vergueirinha por causa da viagem ao Chile próximo mês, já que fomos informados que ela não poderia embarcar apenas com a certidão de nascimento. Aí Mamãe Paixão a levou no Poupatempo e fez o trabalho.

Curiosamente, a pequena já tem até o CPF incluído no RG. Nem eu tenho isso!

Reparem também na digital de Maria Alice. É um borrão, praticamente não tem linha alguma ainda. A pobrezinha tampouco assinou o documento. Por mais insistente que fosse sua mãe, ela só repondia uá, uááá, uáaáá.

Tudo bem, faz parte. Anotem aí: 54.016.904-3. Esse é a ficha da Maria Alice!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Maltine grande. Prioridade!

Maria Alice com a priminha Rafaela, que fez um
ano agora em novembro.


Foi com as palavras acima que obtive o mais rápido milk-shake Bob's de Ovomaltine na minha vida.

- Motivo? Uma pequena guria chamada Maria Alice...

Último sábado fomos fazer compras do mês e, para não incomodar Mamãe Paixão (fico meio estressado no supermercado quando estou acompanhado porque me acostumei a ir sozinho e fazer do meu jeito), saí para passear com a Vergueirinha no shopping que tem ao lado.

Eu e ela, ela e eu, só nós dois andando por aí com a pequena dentro do canguru e olhando para a frente.

Juro: nunca fiz tanto sucesso!

Pais com bebês me cumprimentando, mães me apontando para seus filhos, idosos sorrindo e acenando, vendedoras achando meigo, teve de tudo, e principalmente aquele milk-shake com prioridade, que me fez passar na frente da fila e sair por aí sorvendo o gostoso sabor de Ovomaltine com creme.

O pior é que eu tinha errado o pedido, queria mesmo era um shake médio, mas foi tudo tão rápido que eu fiquei com vergonha de me corrigir.

- Sai um maltine grande com prioridade aí! É pro barbudo com a menina no canguru!

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Acupunturaaaaaaa

video

Caramba, esqueci de falar que furamos as orelhas de Maria Alice!

Faz já três semanas que fomos a um médico lá na Mooca furar os lóbulos brancos da filhota, indicação da Mamãe Nádia.

Era um acupunturista, por isso imagino que ele tenha colocado agulhas nas orelhas da Maria Alice. Digo "imagino", porque naturalmente não tive coragem de acompanhar e vê-la chorar, deixei essa tarefa para a Mamãe Paixão, já que as mães tão aí para isso mesmo, hehe.

Mas eu sofri, claro, ela chorou muito e eu fiquei longe só ouvindo e querendo ir embora correndo. Já não gosto de médicos, de médicos com agulha então, tô fora!

Bem, pelo menos agora ninguém mais fica perguntando se é menino ou menina. E também não temos que obrigatoriamente vesti-la de rosa todas as vezes. Ufa!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Flores


Mamãe,


Obrigada por todo carinho, amor e dedicação que você tem me dado. Nos conhecemos há pouco tempo, mas já sei que tenho a melhor mãe do mundo. Te amo!


Maria Alice

*   *   *

Foi a mensagem acima que nossa filhota escreveu para a Mamãe Paixão junto com os bonitos girassóis que mandou entregar na quinta-feira (enviadas pela Uniflores).

Como é esperta essa garota!

Mamãe Paixão adorou, fazia tempo que não recebia flores e ela, realmente, é a melhor mãe do mundo!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Meus Dedinhos




Minha menina tem pegada!

Já faz algum tempo que Maria Alice descobriu suas mãos e dedos, mas só recentemente ela passou a exercitá-los com mais presteza.

Os cabelos de Mamãe Paixão, por exemplo, são puxados constantemente. Os pêlos do tronco do Papai Vergueiro ela agarrou nesse final-de-semana, sem contar o crucifixo que carregoo, que ela não larga nunca quando estou sem camiseta.

Sabíamos que ia ser assim a partir do terceiro mês, e estamos curtindo e exercitando esse momento ao máximo.

Às vezes ela está mamando e pára por alguns segundos. Eu vou lá e finjo que vou mamar também, só para ver a Maria Alice me afastar com sua mãozinha firme. A girafa de pelúcia ela já agarra pelo pescoço.

Na foto, ela está tentando pegar os brinquedos da sua cadeirinha. Ainda não sabe muito bem o poder das suas mãos, mas está quase chegando lá. E esperamos que em breve aprenda a se distrair por conta própria.

Essa menina já dá  muito mais trabalho que esperávamos. Quando crescer, estamos perdidos. Que sensação gostosa!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Matei o Natal!



Em casa não temos árvore de Natal, não temos enfeites, lâmpadas coloridas piscando a noite toda, cartões na parede.

Em casa não temos meias na lareira, presentes embrulhados e aparelhos tocando músicas natalinas. Em casa não temos nada mesmo.

Nem Mamãe Paixão e nem eu somos muito ligados no oba-oba do Natal. Quando criança, eu não tínha nada disso, às vezes nem ganhava presente dos meus pais.

Por isso mesmo não cresci apegado às imagens natalinas.Ao mesmo tempo, desenvolvi um forte sentimento de família, de compartilhar, pois é nessa época o único momento em que todos estamos juntos, o único dia do ano que reservo verdadeiramente para meus pais, meus irmãos, meus tios.

Em casa, portanto, Maria Alice não terá uma árvore de natal para chamar de sua, nem crescerá nas tradições natalinas celebradas todos anos na TV, nos filmes, etc. Para nós, a data terá importância sempre mais emocional e menos simbólica.

Espera, lembrei! Tem um presépio que ganhei de presente ano passado, da Mamãe Paixão. Discreto, pequeno, e está aberto na sala. Ah, menti então, temos um pequeno objeto natalino em casa sim. Representa o nascimento, a esperança e a paz, e encontra-se cada vez mais ausente na vida das pessoas. Mas está aqui conosco, a guardar a família Paixão Vergueiro.

sábado, 5 de dezembro de 2009

Deus



Hoje foi um sábado complicado com a Maria Alice.

Já são 110 dias de vida e ela continua dando muito trabalho. Chora, grita, se esgoela e não pára de chorar. Não gosta de ficar parada, pede atenção o tempo todo, usa o peito como chupeta - e não pega a chupeta, faz escândalo praticamente desde a hora que acorda até ir dormir.

Filhota, como você é difícil!!

Hoje também entendi um pouquinho mais o sofrimento das mulheres. Recentemente vi uma matéria no Jornal Hoje, da TV Globo, sobre depressão pós-parto. Mamãe Paixão não teve, mas as condições estavam postas: Maria Alice dá tanto trabalho, que às vezes a gente simplesmente não sabe o que fazer com ela e como fazer para ela mudar. E hoje, por causa disso, ficamos um pouquinho tristes.

Nessas horas não tem mesmo o que fazer, só esperar passar logo essa fase. E rezar.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Milka



A livre demanda para mamar tem suas vantagens, mas também dá um trabalhão.

Com quase quatro meses de vida, e pesando mais de seis quilos desde o terceiro mês, Maria Alice só se alimenta de leite materno.

Essa, parece ser a recomendação mais moderna da pediatria. Médicos mais tradicionais e antigos indicaram dar também chás, suquinhos na colher, etc., mas hoje em dia o que se fala e recomenda é até o sexto mês o leite materno é tudo o que a criança precisa e deve receber para o seu sustento.

Parece estar dando certo, já que Maria Alice está grande e forte, mas isso dá uma canseira em Mamãe Paixão porque, fisicamente, nem sempre é possível para ela produzir leite na quantidade necessária, uma vez que a livre demanda faz com que a pequena mame muitas vezes ao dia.

Tentamos contornar isso com leite em pó de vez em quando, mas Maria Alice não aceita. Menina mimada, só quer o peito da mãe, nada mais.

Infelizmente, por isso também não foi possível para nós doar a bancos de leite, algo que pretendíamos no momento.

Vamos ver. Será que com o tempo ela vai requerer menos mamadas ao dia ou irá aos poucos aceitando a mamadeira? Ano que vem Mamãe Paixão volta a trabalhar, como ficará essa dependência?

Estamos aprendendo ainda!