sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

180 Luas



Maria Alice completou seis meses de vida hoje, 18 de fevereiro. Jamais esquecerei do momento do seu nascimento, quando a conhecemos pela primeira vez. Ela chorava, e se aquietou quando encostaram o seu rosto no de sua mãe e no meu.

Tanta coisa aconteceu nesse período... primeiro ela dormiu por uma semana inteira, só acordando para mamar. Achávamos que ia ser assim sempre, que ia ser fácil.

Então ela acordou para o mundo! Chorava o dia todo, pedia atenção e colo. No começo tentamos manter uma rotina nas suas mamadas, mas não conseguimos e a livre demanda entrou em campo. Ela tinha refluxo, descobrimos, e o melhor era deixá-la mamar sempre que tivesse vontade, além de ministrar alguns remédios básicos. 

Maria Alice dormia bem, então pelo menos conseguíamos descansar de noite.  Só Mamãe Paixão que tinha muito trabalho durante o dia, para pajeá-la.

O tempo passou e aos poucos a filhota foi se desenvolvendo. Começou a fazer sons, aprendeu a usar a mão, os pés, a manha. Passou a querer se levantar, a pedir as coisas com o seu choro, a sorrir e a gargalhar.

Ela então já cochilava de dia, o que significou dormir um pouco menos – e pior – de noite. Viajamos ao Chile e ela se comportou muito bem, aguentou as quatro horas de avião maravilhosamente. Mamadeira e chupeta nunca pegou, só se alimentando do leite materno no peito, nada mais.

Aos poucos, porém, foi demonstrando curiosidade em experimentar o que comíamos e bebíamos. Água, sucos, lanches, tudo ela queria colocar na boca. E finalmente chegou sua oportunidade! 

Maria Alice completa seis meses de vida pesando exatos 6 quilos e 995 gramas e medindo 66 centímetros de altura. Peso e tamanho razoáveis para a idade.

A orientação agora é introduzi-la à comida. Frutas serão amassadas ou raspadas para alimentá-la, água será um líquido novo para ela tomar com regularidade, sucos talvez surjam como uma opção.

Estamos ansiosos com o que vem pela frente. Maria Alice continua a dar muito trabalho e a deixar, principalmente, sua mãe exausta. Ela já não chora tanto, mas faz muita birra, pede muito as coisas e não consegue ficar parada.

Ao final dos próximos seis meses ela talvez já esteja andando. Aprenderá a se movimentar sem o nosso auxílio, ainda que isso na prática venha a significar que teremos que ficar ainda mais atentos, pois ela demonstra hoje querer se aventurar bastante por aí. 

Mamãe Paixão voltará a trabalhar e isso também marcará uma nova fase na vida da Maria Alice, que não terá mais sua mãe 24 horas por dia a disposição. Precisará, portanto, aceitar a mamadeira.

A ansiedade existe, é fato, mas ela não supera a felicidade. Felicidade por termos nossa filha conosco e por sermos uma família. Somos hoje melhores do que há um ano, e queremos evoluir como pais a todo o instante.

Parabéns Maria Alice, por esse “petit” aniversário seu. O presente, porém, é todo nosso!

*   *   *

Tem pesquisa nova no blog, sobre o assunto das comidinhas;

Nenhum comentário:

Postar um comentário