sexta-feira, 2 de abril de 2010

Páscoa de Alice


Se no Natal não decoramos a casa e nem fizemos muita bagunça, na Páscoa a situação não muda muito: fora comprar alguns ovos de chocolate, não há grande transformação em nossas vidas, é apenas mais um feriado.

Naturalmente, para aqueles que professam a fé cristã, como o Papai, a Páscoa é um feriado religioso, que marca a morte e ressureição de Cristo, e por isso mesmo um feriado simbolicamente mais importante até que o Natal. Esse sentido religioso, porém, há muito tempo se perdeu na sociedade, e hoje a Páscoa é marcada apenas pela compra de ovos e pelo consumo de bacalhau às sextas-feiras santas.

Estamos aproveitando esse feriado para descansar. Maria Alice está cada vez mais alegre e esperta, então passamos o dia a brincar com ela, alimentá-la, fazê-la dormir. Nada de novo na nossa rotina, mas tudo muito maravilhoso quando se tem uma filha linda e quando se tem tempo para dedicar a ela.

Tempo, infelizmente, é um fator essencial. Não me esqueço da rotina familiar em casa quando eu era criança: minha mãe ficava com a gente pela manhã, de tarde íamos a escola e de noite ficávamos com meu pai. No periódo em que um estava com a gente, o outro trabalhava, fazendo dessa forma para conseguir conciliar despesas e receitas em casa.

Felizmente, no final-de-semana, tínhamos os dois juntos com as crianças, e essa soma foi importante para fazer de nós uma família feliz e unida até hoje.

Se existe uma preocupação que tenho é ter tempo para a Maria Alice. Quero que ela me espere de noite para contar seu dia, que saiba que verá seu pai nas apresentações na escola e que viajaremos em família muitas vezes ao ano.

Qualidade de vida, para mim, é ter tempo para a família mais do que para qualquer outra coisa. Não é difícil, é só priorizar.

2 comentários:

  1. é ISSO AI:
    PRIORIZAR.
    ...a formação emocional da menina.

    beijinho para ela
    abração pra vocs.

    ResponderExcluir