segunda-feira, 31 de maio de 2010

Cócegas


Domingão de noite, família no sofá assistindo a um dos últimos episódios da série de detetive americana Monk (papai gosta de mistérios, mamãe se interessa pelo personagem com TOC), luz apagada, e começamos a fazer cócegas na Maria Alice.

Ah, como são gostosas as risadas de um bebê! Preenchem nosso coração de alegria e conforto, nos fazem amar ainda mais essa figurinha pequena, que dá trabalho, mas é motivo de felicidade e satisfação acima de tudo.

Bebês têm cócegas, portanto, e aos poucos vamos descobrindo os pontos fracos da Maria Alice. Pés e a barriga são, por enquanto, vulnerabilidades já percebidas. Que ela não descubra as do papai, quando crescer. Sou um homem frágil para "cosquinhas", ainda mais se vierem da filhota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário