quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Confesso (guilty as charged)


Tenho culpa no cartório, eu sei:

- Confesso que gosto quando Maria Alice faz alguma traquinagem, como apertar bastante os outros bebês. Sinto que ela tenta se impor e fico orgulhoso disso;
- Confesso que gosto quando ela tenta subir as escadas da casa, e até incentivo isso, pois acho que é bom para desenvolver sua capacidade motora e sua força;
- Admito que ao perceber que ela se diverte quando eu simulo bater a cabeça na porta, vou lá e faço isso outras vezes, só para fazer graça;
- Confesso que quando bato com um bicho de pelúcia no outro simulando uma briga, e ela ri, me estimulo a repetir a atitude ainda mais.
- Aceito o fato e admito que, menos do que me impor como um pai rígido nesse momento, eu quero é mais que ela se divirta e que eu me divirta junto dela, não importa o que Maria Alice faça! (deixa a disciplina para a Mamãe Paixão impor, tá?)

5 comentários:

  1. k, k, k, muito bom! (gostei de tua confissão e com certeza também Maria Alice)

    consuelo

    ResponderExcluir
  2. Agora é oficial: Papai Vergueiro vai ser um babã-ão! la-la-la-la-laaaa-la...

    E a pobre da Mamãe Paixão é que vai ter que trabalhar duro pra impedir que esse papai babão estrague a criança...

    Ê, vidão! hahaha

    ResponderExcluir
  3. Adorei as confissões de um papai babão, rsrs. Pois é...depois a mamãe que tem que fazer o papel da chata pra que a pequena entre na linha, rsrs. Eu sinto que em casa será a mesma coisa!

    Boa semana!

    ResponderExcluir