sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Papai Grande Irmão

 
Quero colocar um GPS na Maria Alice, posso? Um GPS, um aparelho de rastreamento global, onde eu consiga encontrá-la em qualquer lugar do mundo a partir das informações de satélite, caso alguma coisa grave aconteça.

Existe isso (além dos chips nos celulares)?

Pensei na possibilidade, que até para mim soa um tanto exagerada, após ler um artigo recente em uma revista semanal sobre crianças e adultos desaparecidos e sobre o sofrimento dos seus familiares. É uma dor - não poder estar com seu filho e não saber o que aconteceu com ele - que eu não consigo chegar perto de imaginar o tamanho, mas que não quero ter jamais, e que me faz solidarizar com aqueles que hoje dela padecem.

Por isso, para me precaver de qualquer risco, lembrei de algo que eu já tinha pensado muito antes da Maria Alice nascer, quando ainda só sonhava em ser pai: colocar nos meus filhos algum tipo de rastreador discreto, imperceptível, que me desse a tranquilidade de saber onde eles estão a qualquer momento de necessidade.

Já ouvi falar de chips implantandos na pele, mas considero essa possibilidade, é invasivo demais. Um brinco, talvez? Uma pulseira? Existe? E será caro? Ou um medo exagerado da minha parte? Alguém já ouviu falar sobre isso?

Um comentário:

  1. COM CERTEZA QUE O PREÇO DA ANGUSTIA DE NÃO SABER ONDE ESTÁ O NOSSO FILHO É MUITO MAIS ALTO QUE O DE UM BRINCO GPS

    BOA IDÉIA ! coloca sim!

    ResponderExcluir