quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Tela demais?


Uma amiga que conhecemos durante a campanha, a Gisela Moreau, fez um comentário interessante em uma reunião que estávamos com a Maria Alice e eu tinha levado o iPAD: vocês não estão dando "tela" demais para ela, não?

Até então, não tinha ainda parado para pensar no assunto e nem na possibilidade da filhota estar se "viciando" em televisão. Na verdade, os vídeos e as músicas sempre foram por nós utilizados como distrações, maneiras de fazê-la se concentrar por algum tempo para comer, beber, aquietar, etc.

Aos poucos, no entanto, ela passou a pedir os DVDs a todo o instante e começou inclusive a indicar os que preferia, primeiro o Cocoricó e depois assentando na Galinha Pintadinha. Com o iPAD chegando em nossas vidas, as possibilidades se multiplicaram e em virtude do YouTube agora ela vê de tudo, de Xuxa à canções infantis portuguesas (e tem algumas muito bacanas mesmo).

O comentário da Gisela, no entanto, não saiu da minha cabeça, e fiquei realmente considerando o fato de estarmos muito dependentes das telas. Nós, mais do que a Maria Alice. Mas é tão difícil, ela é tão agitada, não pára quase nunca...

Nos últimos dias percebi que está se cansando um pouco dos vídeos, já não dão mais tanto resultado. É bom, mas também significa muito mais trabalho para nós. Mamãe Paixão, pobrezinha, é a que mais sofre com a agitação quase sem fim da filhota. Vamos ver com é que fica, temos uma grande viagem pela frente e acho que até lá vou fazer uns "downloads" a mais só por precaução!

Nenhum comentário:

Postar um comentário