segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Amamentando no Norte

 

Em muitas das vezes que Mamãe Paixão amamentou Maria Alice durante nossa viagem, ela foi alvo de olhares curiosos. Lá, percebemos, as mães não recebem (ou têm tempo para seguir) a mesma orientação que têm no Brasil de ministrarem exclusivamente o leite materno até os seis meses de vida da criança. Pelo contrário, as papinhas, por exemplo, são vendidas como alimentos para bebês a partir do quarto mês. É um pouco diferente do que ocorre por aqui, gerando portanto certa curiosidade o fato da Maria Alice, com quase um ano e quatro meses de vida, ainda se alimentar de sua mãe.

Com minha filha, na verdade, acho que a amamentação é em maior frequência que o normal, porque ela mama ao acordar, ao dormir, ao chorar, etc., tudo para ela é motivo para recorrer ao leite materno. Mas como estamos agora planejando um irmãozinho, Maria Alice terá que aprender a viver sem esse gostosa fonte de nutrientes, e vai sofrer um pouco com isso.

Em São Paulo, além de um verão chuvoso que já se apresenta no horizonte, é provavel que em casa tenhamos também um verão choroso. Vamos ver, espero não estar sofrendo por antecipação e depois transcorrer tudo muito bem.







Nenhum comentário:

Postar um comentário