terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O que acontece com as crianças?


Mamãe Paixão já reparou: as crianças parecem de não gostar de brincar umas com as outras. Fora valiosas exceções, os bebês com quem Maria Alice tenta se aproximar e desenvolver alguma relação fogem dela, rejeitam o contato ou mesmo são agressivas. Onde aprendem tudo isso?

Não é exclusividade de brasileiros, e em Londres as crianças eram frias, individualistas, apáticas. Mas é tão chato!

Tenho a impressão inicial que os bebês são naturalmente sociáveis. Maria Alice compartilha até hoje sua comida com todos, mas já não faz o mesmo com os seus brinquedos. Acho que aprendeu no berçário, e nos lugares onde vai, em que as crianças dizem (ou agem de tal forma) "é meu, sai!". É tão ruim, ontem aconteceu algo assim no SESC e ela fica tão sem graça

O gostoso é quando acontece o contrário, quando a filhota encontra uma criança sociável, alegre, que gosta de brincar e de dividir as coisas. Aí as duas se divertem e aproveitam.

Mas já vimos atitudes escabrosas, como ela ser empurrada por crianças mais velhas que não queriam deixá-la brincar em uma casinha. Por outro lado, também já vimos garotos humildes compartilharem com ela um salgadinho, e ela retribuir de volta querendo dividir a comida com eles. Tão bonito e desprovido de maldade.

Não quero que Maria Alice fique assim, egoísta, auto-centrada. Gosto da idéia dela querer dividir tudo. Mas não conseguiremos controlar totalmente suas influências, e ela aprenderá coisas boas e ruins em outros lugares. Feliz ficarei se ela souber diferenciar isso no futuro, e ter um bom coração. Depende de nós para isso acontecer (acho).

2 comentários:

  1. obrigada Joao Paulo por esta entrada que me fez chorar. Tó sofrendo pra caramba com meus netos anti-comunistas.

    Beijo

    consuelo

    ResponderExcluir
  2. Nossa, não sabia disso..filhos únicos será? Q medo...

    ResponderExcluir