domingo, 16 de outubro de 2011

A Favorita


A revista Isto É publicou um artigo na edição de número 2.186, duas semanas atrás, debatendo sobre o fato dos pais terem filhos preferidos.

Para quem cresceu em uma família com quatro crianças, como eu, esse nunca foi um grande problema: era impossível privilegiar qualquer um dos quatro, pois os outros três reclamariam o tempo todo.

As famílias que contam com um único filho também não têm esse problema: ele é sempre o filho preferido (talvez venham a ter um problema inverso - qual é favorito da criança, pai ou mãe?).

Com dois filhos, porém, como será o caso dos Paixão Vergueiro muito em breve, esse questionamento pode surgir uma hora. Crianças são espertas, e eu não me surpreenderia se qualquer uma das meninas vier no futuro a afirmar que um dos seus pais prefere a irmã, como forma de conseguir mais vantagens da gente.

Não tenho muito essa preocupação, a bem da verdade. Poderão reclamar a vontade, Maria Alice e Tarsila, mas saberão as duas que não haverá preferências em casa e que terão os mesmos direitos e deveres, respeitadas as condições específicas de cada uma.

A Maria Alice, por exemplo, sendo dois anos mais velha, viverá certas experiências antes da sua irmã. Ao mesmo tempo, sentirá mais a pressão de dar o exemplo para a mais nova, do mesmo jeito que eu sempre me senti em casa sendo o primogênito.

Faz parte da relação de ter irmãos, e é consideravelmente saudável, pois juntas aprenderão a ter limites, a respeitar o que é comum e o que é de cada uma, e terão uma amiga em casa para brincar sempre que possível.

Ah, com relação ao artigo citado no início dessa postagem, ele afirma que é natural os pais terem mais afinidade com um dos filhos, como resultado das características e perfil de cada um. E recomenda aquilo que sempre ouvimos dos nossos pais: negar até o final a predileção.

Um comentário:

  1. Nossa, negar até o fim a predileção...que coisa, e não é que isso acontece mesmo....
    Mas já estive tb pensando aqui, sobre essa coisa de um filho só, fazer mais uma///será mesmo que terei problemas no futuro tendo apenas uma menina?
    abraços pra família Vergueiro

    ResponderExcluir