domingo, 29 de julho de 2012

Destrambelhada


Dentre as suas muitas distintas características, Maria Alice tem uma que é das mais marcantes: é desastrada até não poder mais!

Derruba bebida na roupa, tropeça o tempo inteiro, escorrega, bate a cabeça, quebra as coisas, rasga, risca, estraga, etc., e deixa sua mãe completamente agoniada com isso, mesmo sabendo que a filhota não o faz por mal.

Na verdade, Maria Alice apenas reforça uma característica familiar muito típica: sua madrinha e tia, Clarissa, e seu próprio pai, este que vos escreve, sempre foram bastante destrambelhados quando criança, cada um à sua maneira.

Eu, por exemplo, uma vez "montei" no móvel da televisão de casa e derrubei o toca-discos na minha cabeça, quebrando o disco favorito do Silvio Britto que o meu pai tinha. De outra feita, pendurei-me na porta do móvel-espelho do banheiro, que não aguentou o peso e quebrou, estando inutilizado até os dias de hoje. No primeiro caso, a bronca foi grande. No segundo, se não estou equivocado, guardo até hoje o segredo da minha responsabilidade.

E é por essas e outras que eu não ralho ou me incomodo com as trapalhadas da filhota. Dou as devidas broncas quando ela extrapola, naturalmente, mas o faço com o coração tranquilo de um pai que vê na sua cria a projeção dele mesmo, e que a ama ainda mais por causa disso.

3 comentários:

  1. Entao Maria Alice me puxou fisicamente e nas atrapalhadas!
    Comece a anotar as historias que serao contadas repetidamente todos os feriados entre a familia.

    Hum... entao foi assim que quebrou o espelho do banheiro...

    ResponderExcluir
  2. Hahahahaha. Adorei essas confidências. Rsrsrs!
    E Maria Alice está linda em sua fantasia de sambista (?)

    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Não sei porque, mas super entendo a Maria Alice, rsrs.
    JP as meninas estão lindas!! A MAria Alice com essa carinha de mocinha, toda charmosa. Gente, ela tá um encanto. E a Tarsila? Passa serenidade até na foto.

    bjs em todos!

    ResponderExcluir