sexta-feira, 20 de julho de 2012

Um anjo


Tarsila é um anjo, e eu não tenho definição melhor para ela. Calma e sorridente, ela é uma luz em nossa vida, e representa um pouco de alívio em relação ao que foi a sua irmã, que deu trabalho até não poder mais.

Na escolinha, Tarsila se adaptou muito bem. Nas vezes em que a levei, sequer chorou! Já Maria Alice até hoje faz birra e faz questão, sem perceber, de me deixar com ainda mais culpa de levá-la.

A impressão que temos é que a Tarsila é um bebê como todos os outros, que traz as dificuldades normais que é ter uma criança nova em casa, mas nada além do esperado. Já Maria Alice era o extremo: demandante, exigente, e até hoje dá mais trabalho que a sua irmã. Ela era aquilo que chamamos de "o ponto fora da curva". Felizmente, agora estamos dentro da "média". Ufa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário