sábado, 26 de outubro de 2013

Ela se foi


Mamãe Paixão fez a mala e se foi para Fortaleza. Partiu, me deixando em casa com as meninas. Se foi, se foi... 

...até segunda- feira, quando retornará do Ceará, onde está para facilitar uma sessão de arteterapia durante o Convocc - Congresso Nacional de Voluntários e Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente com Câncer.

Em quase cinco anos desde que se descobriu grávida da Maria Alice, nossa primogênita, é a primeira vez que Mamãe Paixão tem um tempo só para ela, livre de outras preocupações.

Sozinha mesmo, sem as meninas, sem pressa e sem estresse, pelo menos durante o final de semana quando estiver por lá se divertindo e pegando uma praia.

O maior desafio é a Tarsila. Com um ano e dez meses de vida, a caçula ainda mama muito, e acorda durante a noite para mamar. Como vamos fazer nesses três dias sem a Mamãe? Ai sofrimento! Mas, não sei, pode acontecer uma surpresa e ela não dar trabalho algum. E Vovó Paixão também está por aqui para ajudar, o que é um grande alívio.

Bem, vamos ver. Mamãe Paixão estava feliz por ter um tempo para ela, só dela, algo tão impossível nesses últimos cinco anos. É para aproveitar e voltar renovada.

Enquanto isso, nós vamos nos virando por aqui. Vai dar tudo certo!

domingo, 13 de outubro de 2013

Dias de festas


Dia das Crianças aqui em casa é assim: poucos presentes (nenhum esse, eles chegaram antes!), mas muita brincadeira!

Quatro anos de Maria Alice e quase dois de Tarsila. Meninas lindas demais, e levadas da breca!